Cidades de Papel

Imagem

 

Cidades de Papel

Autor: John Green

Imagem

Primeira coisa que quero falar sobre este livro: John Green, faça nos o favor de escrever a continuação dele porque minha imaginação é limitada a prever futuro de personagens!

Bom, agora posso começar. Não pensem que este é um daqueles livros que não tem fim, porque odiaria escrever uma resenha de algo assim, é só que o gostinho e necessidade de querer mais podem ser sentimentos recorrentes da leitura.

Imagem

Algum momento de sua vida você já pensou em sumir do mapa? Pois essa é a historia de Quentin, ou Q, o garoto vizinho e apaixonado por Margo, a garota que sumiu do mapa, após inicia-lo numa serie de vinganças e acertação de contas.

Bom deixa eu explicar. Quentin é o tipo de cara normal, que anda com seus melhores amigos Ben e Radar, que sempre chega cedo para a aula e que tem uma vida bem mais ou menos quando o assunto é agitação. Vizinho de uma das garotas mais gatas e populares do colégio – Margo – prestes a se formar e ir pra universidade, e ter uma vida bem sucedida… Mas sempre tem um porém não é mesmo? E este porém é a Srta. Margo que uma bela noite bate em sua porta, e o chama para uma aventura que mudará de vez sua vida. Ela o convida para aprontar algumas, em uma serie de vinganças que Margo planejou para as pessoas que andaram traindo sua confiança. Mas depois de uma noite incrivelmente agitada com a garota dos seus sonhos, ela simplesmente sai do mapa. Foge de casa sem deixar praticamente pista alguma. Mas é no procurar uma pista de onde estará Margo que Q e seus amigos embarcam na aventura de suas vidas pelas cidades dos EUA.

Sem mais palavras antes que eu entre em spoliers!

 Imagem

Aspectos Gerais do Livro

Capa

Imagem

A “cara” do livro. A curiosidade que você terá pela Cidades de Papel na pratica, justifica essa pontuação aleatória em uma mapa. Para saber mais sobre quem fotografou procure por Robyn Mackenzie.

 Capítulos

Imagem

A cada uma das três partes de livro com separação em forma de Mapas.

 

Citações

Imagem

“Sempre gostei da rotina. Acho que o tédio nunca me entendiou. Duvido que eu fosse capaz de explicar uma coisa dessas para alguém como Margo, mas levar a vida desenhando círculos me parecia um tipo de insanidade razoável”

 

“É muito difícil ir embora – até você ir embora de fato. E então ir embora se torna simplesmente a coisa mais mais fácil do mundo.”

 

Editora: Intrínseca

 

Número de Páginas: 366

 

ISBN: 978-85-8057-374-9

Imagem

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s